Dandelion Radio
Dandelion Radio
Dandelion Radio
Home page
Latest station news & Dandelion related events
Dandelion Radio's broadcast schedule
What you can hear in this month's shows
Profiles of our DJs
Tracklist archive for previous shows
Background info and history
Dandelion Radio's Festive 50 results
Dandelion Radio related compilations and releases
Photos of Dandelion staff and events
Sign our guestbook
How to get in touch
Recommended websites
Dandelion Radio is
fully licenced with:
PRS For Music - Performing Right Society PPL - Phonographic Performance Limited
Listen to Dandelion Radio - click here for web player or one of the links to the right to open the audio stream Listen to Dandelion Radio with media players such as Winamp, iTunes & RealPlayer Listen to Dandelion Radio with Windows Media Player

'Broadcast One' - Dandelion Radio's 1st compilation album

NEWS:
We have a new DJ starting this month - do seek him out and say hello

Artist Info

Os Tártaros

Os T├írtarosData provided by DiscogsOriundos do Porto, os Tártaros , foram um dos conjuntos portugueses que ( juntamente com os Titãs e o Conjunto Mistério) adaptaram a música popular portuguesa a um estilo de Rock (o yé yé).

Formados nos anos 60, participaram em vários concursos yé yé organizados no antigo Cinema Monumental, em Lisboa (verdadeiro acontecimento para a juventude da época, que via estes concursos não só como uma contestação ao regime vigente, mas como afirmação de uma contracultura em oposição à cultura dominante, que na música era representada pelo nacional-cançonetismo, pelo fado e pelos Ranchos Folclóricos uniformes, com os acordeões a dominarem- Pelo menos aqui havia guitarras eléctricas e cabelos um pouco compridos).

Para António Duarte, jornalista, músico experimental, ex-chefe de redacção da primeira revista de Rock exclusivamente dedicada ao fenómeno Rock Português (a revista "Rock em Portugal" que existiu nos anos de 77, 78 e 79) e autor do livro "25 Anos de Rock N' Portugal" os Tártaros estariam incluídos na categoria de yé yé populista.

Em 1968 editam o seu mais famoso disco, um EP, totalmente instrumental que inclui "Serei Feliz Com O Teu Amor", "Oh Rosa Arredonda A Saia", "Tartária" (que era uma espécie de hino oficial da banda) e "Valsa da Meia Noite". António Duarte considera o tema "Tartária" como um tema que ficará na história do Rock português por ser o Twist mais speedado" e louco, servindo a muita gente para bater o pé até à exaustão.

Os Tártaros ainda gravam mais dois EP's que contêm os temas : "Magic Moment", "Não Quero Ir À Tua Festa", "Since I've Lost My Mind (For You)", "Não Quero Nada", "Pistoleiro", "Beijos Teus", "Engano", "Sonho Dum Poeta", etc.

Em 1997, a editora portuense Edisco lança um CD com variados temas da banda , cujo título é "Valsa Da Meia Noite".

Numa época em que o Rock Português se reduzia a uma meia dúzia de grupos que existiam no Porto e em Lisboa, quando as condições técnicas deixavam muito a desejar e o Rock (ou yé yé) não era muito bem visto por uma certa camada de público mais idoso, os Tártaros deram cartas e foram dos poucos que conseguiram alguma notoriedade.
Artist biography from Discogs




Some other places to look for information:
last.fm
Discogs
MusicBrainz